RSS

Uma noite

"Já fazia quase uma hora que estávamos jogando cartas. Sua companhia era mais do que suficiente para me deixar feliz. A diversão era só um bônus. Mas, mesmo feliz de estar junto dele, eu ainda podia sentir que queria ir além do que aquilo. Por fim, em meio aos risos ele disse:
- Você joga muito bem. Então ele abriu um grande sorriso, cheio de uma falsa perplexidade.
Eu ri.
- Obrigada.
- Na verdade, tudo o que você faz é perfeito garota.
Tremi.
Com certeza, nçao esperava ouvir isso dele. Naquele momento milhões de perguntas invadiram minha mente, enquando eu tentava absorver o que acabara de ouvir. Só o que eu conseguia pensar, era na admiração que ele demonstrara. De súbito, ele interrompeu meus devaneios, e olhou-me como quem vai contar algo que precisava dizer há muito tempo. Ele só estava esperando pelo momento certo. O momento certo era este.
Esperei.
Ele chegou mais para perto de mim, da ponta da cama, até mais ao meio, onde eu estava. Olhou fixamente em meus olhos, com os seus verdes líquidos e escaldantes como se pudesse ver através de minha alma e disse:
- Eu te amo.
Não respondi, eu estava totalmente perplexa. Tinha conhecimento do sentimento que eu alimentava por ele, mas não imaginava que ele retribuísse.
Ele colocou levemente as mãos em meu rosto, e falou á meia voz:
- Tudo o que faço é pensando em você!
Ele deixou seu rosto chegar a centímetros do meu como que para me beijar, mas ao invés disso sussurrou em meu ouvido:
- Vamos ficar juntos, só o que me importa ter nessa vida é você!
Seu rosto deslizou devagar até sua boca parar quase em contato com a minha.
- Eu amo você. Sussurrou uma útima vez.
Não pude dizer nda, então seus lábios tocaram os meus. O beijo era leve, mas apaixonado. Eu estava completamente tomada pela paixão, mas ainda consegui manter-me coerente para retribuir seu beijo sem atrapalhar-me. Logo depois, o beijo intensificou-se, e sua linguagem corporal deixava clara a sua intenção. Para esta parte eu ainda não havia me preparado, então, tentando com relutância livrar-me de seu corpo quente eu disse:
- Não posso... Tentei dizer, mas ele me interrompeu no meio da frase:
- Não tenha medo, também nunca passei por isso, mas só quero se for com você!
Essas palavras me pegaram de surpresa, mas totalmente tomada pela paixão, eu baixei a guarda. Então, ele deitou-me na cama. Nunca livrando-se de nosso beijo, ele tentava desabotoar o jeans que eu usava. Fiquei um pouco tímida, mas não o suficiente para interrompê-lo. Ele me despiu e retribuí o favor. Tirei sua camisa, revelando o peito musculoso, e seus braços que me apertavam contra seu corpo agora. Agora seus lábios encontravam o meu pescoço, e revelavam sua respiração irregular. Ele agarrou-me mais forte contra seu peito e rolou levemente na cama até pairar em cima de mim.
Naquele momento me senti totalmente inteira, como seu tivesse nascido para um dia pertencê-lo, como ele me pertencia agora. Toda e qualquer preocupação fora esquecida, dando espaço áquele puro momento de êxtase. Então eu entendi porquê sempre ficara tensa quando estava ao seu lado, pois era por aquilo que o meu corpo ansiava. Eu não esperava pela manhã, eu queria que aquela noite durasse para sempre."

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 comentários:

Pamella disse...

Que vontade de parar o tempo, não é verdade...
Você escreve muito bem, um beijo!

Avassaladoras Rio disse...

Querida amiga avassaladora...Esse carinha existe mesmo? Se existir, agarre com força e não solte tão cedo!!!!!

Vanessa disse...

oie! Querida, prefiro não dizer pra não acabar a fantasia ok? meus textos não são autobiográficos, mas geralmente ponho algns sentimentos meus nele. obrigada a todos pela visita! :D

Andréa disse...

Olá Vanessa...Parabéns pelo blog, gostei mtu...escreve suuper bem!
Bjokas!!
:**
depois dá uma passadinha lá no meu: www.mobile-i-dea.blogspot.com
Até!

francys disse...

bonitinho simples é assimseu blog parabens muito bom
um blog coma verdadeirafinalidadede um

Postar um comentário