RSS

Espera de uma boa notícia



"Madrugada. A lua insinua-se no céu. Seu brilho opaco torna-a sombria, cautelosa entre as estrelas. A menina observa-a em consequência á sua insônia. Há muito tempo perdera a capacidade de uma noite sem pesadelos. Mas não desses tipos em mostros a pegam, seus pesadelos são um grande vazio, e isso a faz sofrer. Vazio. Oco. Um coração opaco, como a lua que observa. O brilho que sai dos seus olhos é apenas um reflexo das lágrimas que caem, como pingos de gelo. A água que lhe sai dos olhos lavando o seu rosto, deve-se a uma sensação de abandono profunda. Cada lembrança que lhe vem á mente, cada lembrança dele a faz despedaçar-se. Tudo dele que ficou fixo, encontra-se no coração dela. O impacto de sua perda foi maior que o de uma bomba que explode em um coração de uma adolescente de 16 anos. Um pequeno compartimento para uma explosão. A lua ainda brilha. Vento fresco. Alívio. Mas por pouco tempo. Logo volta a depressão. Ele não a deixara do jeito que pode estar parecendo, ele não fugira. Ele não escapara. Cada vez que ela acorda, pergunta-se por que não fora ele que sobreviveu, pois ele morrera para salvá-la. Seus sonhos são grandes vazios, pois ele era a sua vida, e seu complemento. Embora a dor de não mais tê-lo, ela ainda crê que ele um dia estará com ela novamente. Ela ainda está a espera de uma boa notícia."

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comentários:

Lih...Amarante disse...

Impactante!

emotivo e impactante!
Obrigada pela visita!

Sucesso pro teu blog!

Victor Augusto disse...

legal seu blog
parabéns

ramon disse...

essa angustia q ela tá setindo,esse vazio,e depressão é o q eu sinto muitas vezes...

Postar um comentário