RSS

Pontes Indestrutíveis?

Lembro de ser jovem, e mesmo ao longo de meus poucos anos, ter construído umas poucas pontes. Cada qual com seu material. Cada qual com seu tamanho e importância.

Mas lembro-me, principalmente, de duas pontes. Uma chamei de Amor, e a outra de Paixão. Foram pontes distintas, mas semelhantes em diferentes aspectos. Cada uma me levou por um caminho diferente, mas, seguindo o princípio da conservação, acabei sem nenhum resultado diferente. Todas as trajetórias me levaram a um mesmo lugar.
Amor, lembro que levei mais tempo em sua construção. Sei que a fiz devagar, concretando seus espaços dia após dia, vendo-a progredir, indiferente ao sol e á chuva. Paixão chamei, mas depois de um tempo não me respondeu mais.
De minhas memórias resgato esta que vos digo: visitava-as, Amor e Paixão, todos os dias. Amor era forte e corpulenta, muito mais concreta. Paixão era mais abstrata, mas seu fluxo era muito mais intenso.
Tempo, fator absoluto. Depois de todo o potencial, as pontes passaram por suas tempestades. Seus dias de sol e chuva, antíteses que vieram a enfraquecê-las. Assisti seu declínio ainda em vida, embora pense que assemelhe-se mais á morte.
Amor e Paixão ruíram, mas de seus escombros criei nova ponte, que chamei de Ilusão. Ilusão, resultado dessa mistura de sentimentos.
Porém, ilusão fora iluminada por nova ideia. Uma reforma. Hoje está nova, tanto que lhe foi atribuído um novo nome:
Esperança.
Essa, eu apelidei Indestrutível.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comentários:

Yuri Collares disse...

Nossa! Esse seu post até agora foi o q eu mais gostei principalmente da forma que vc expressou isso foi muito lindo, não vejo a hora de novos post, muito lindo *--*

Ravi Barros disse...

Muito lindo, parabéns. Mas ainda vejo o amor como o mais sublime sentimento, bem diferente da paixão doentia.

Lucyano Jorge disse...

Realmente a paixão é doentia em alguns relacionamentos...mas ela é o tempero...O amor sinceramente é algo sem graça...

http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/

luizsimbolista disse...

Amor e Paixão, duas coisas bem distintas, mas pela paixão ainda pode se amar conforme o envolvimento mesmo sendo explosivo, só que os riscos são maiores, geralmente a paixão é mais de momento e não se prolonga de forma intensa, mas isso não quer dizer que isso venha valer sempre da mesma maneira. No entanto, o Amor dá segurança, ou pelo menos deveria dar, mesmo correndo o risco de acabar se não preservado de modo a não se esfriar.

Muito bom teus escritos poetisa, este de modo especial, interessante e lírico e o que aborda também, gostei bastante, ah e mantenha sempre acesa a chama da Esperança, esta é mais pura e branda,

um cordial abraço!!

Postar um comentário